Publicidade

sábado, 4 de julho de 2009

Aumenta repressão golpista em Honduras

Vídeo editado pelo website Vermelho.org mostra a repressão dos golpistas contra manifestantes em Honduras. Além de jogar bombas de gás lacrimogêneo em um hospital público, militares tiraram diversos veículos de comunicação do ar, como a Rádio Globo e o Canal 36, onde jornalistas foram agredidos. As manifestações contra o golpe crescem na mesma proporção da repressão golpista.


De acordo com o website, funcionários da OEA (Organização dos Estados Americanos) estão negociando uma anistia ao presidente golpista, Roberto Micheletti, e seus aliados pela volta de Manuel Zelaya ao país e à presidência.

O golpe de Estado em Honduras, assim como em 2002 na Venezuela, é mais uma prova de que só há democracia quando o poder está nas mãos da classe dominante. Sempre que são contrariados, os paladinos do "Liberté, Égalité e Fraternité" são os primeiros a instaurarem uma ditadura.

No último domingo, uma consulta sobre a possibilidade de se mudar a Constituição do país seria realizada em Honduras. Os eleitores responderiam sim ou não à seguinte pregunta:
"Está de acordo com que nas eleições gerais de novembro de 2009 se instale uma quarta urna para decidir sobre a convocação de uma Assembleia Constituinte que aprove uma nova Constituição política?".
Como justificativa do golpe, a oposição afirma que Zelaya tinha a intenção de tentar a reeleição, o que é vetado pela atual Constituição.

Segundo o diário Público (Madrid), Micheletti "solicitou imunidade e um destino tranquilo fora de Honduras para abandonar o poder" em sua reunião nesta sexta-feira (3) com o secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), o chileno José Miguel Insulza. Clique aqui para acessar o texto original.

Um comentário:

Prof.Franco disse...

Parabens seu blog está nota 10. As informações estão otimas.
Abraços
Prof. Franco
jornalista
MTB49474 - SP